Sobre a ICBB

A Irmandade Comunindios Bandeira Branca, fundada em Alter do Chão (PA), Amazônia, é um grupo que utiliza o Xamãe (Ayahuasca) em seus rituais para o desenvolvimento social, espiritual e auto-conhecimento. Independente da religião ou crença de cada pessoa ressaltamos a importância de vivermos em AMOR, VERDADE e PRO-CRIAÇÃO. O nosso objetivo é que cada pessoa possa se conhecer melhor, entendendo a si mesmo e o que esta a sua volta com mais clareza, através da busca e contato com a força superior que traz a luz para muitas perguntas até então, sem respostas.

A Irmandade vem através de sua proposta filosófica, desenvolvendo e expandindo diversas atividades que buscam o contato do homem com a natureza e sua essência divina, como realizando cerimonias de expansão da consciência através do uso sacramental da bebida “Xamãe”, Ayahuasca e popularmente conhecida como “Daime”.

O Xamãe, preparado por nós e servido em nossas cerimônias, é uma bebida sagrada milenar, é o elo entre o “ser” e a “força superior”, é a chave para entender muitos mistérios, fazendo com que cada indivíduo torne-se um ser espiritual dotado de auto-conhecimento capaz de encontrar em si todas essas respostas existentes no cosmos.

Nossa proposta ritualística difere das demais, oferecendo um contato mais livre e mais próximo do homem com a natureza. Ainda que seja reconhecida como uma instituição religiosa, a ICBB busca compreender na essência o real significado desta palavra que vem do Latin (Religião = Religare), e significa re-conectar, religar-se com o Divino.

Entretanto e com todo respeito, não buscamos isso através de um intermediário, como um Pastor, Padre, Xamã, Mestre ou Guru. Nos religamos com nosso verdadeiro Deus interior, a essência divina que todos temos guardada em nossa consciência e em nosso coração, a verdade que cada um cria e molda de acordo com seus princípios, experiências, valores adquiridos em cada cultura e em cada nação.

Assim respeitamos e reconhecemos os valores de cada indivíduo independente de sua raça, crença ou cor. Por isso, a palavra Irmandade, entendemos que todos somos irmãos, iguais perante o universo e a soma de todas as energias do cosmo.

Somos irmãos não apenas de seres humanos, mas também dos animais, dos vegetais e dos minerais.

A palavra Comunindios vem do entendimento de que todos devemos ser “Comum-em-Deus” (Comun-in-Dios).
Deus é apenas um nome que damos para conceituar esta força divina que acreditamos existir. Porém outras culturas conceituam com outros nomes tais quais: Jeová, Oxun, Alah, Jah, Brhama, Shiva, Shaddai, além de muitos outros. A proposta da Irmandade visa valorizar todos os conceitos e ir além, criando um sentimento “comum” de respeito e tolerância entre todas as crenças, por isso nos consideramos Comum em Deus.

Bandeira Branca é a proposta de Paz que necessitamos em nossa atual sociedade. Buscamos a paz no mundo e paz no coração da humanidade, por isso nos unimos em Irmandade para que o Amor prevaleça e a Verdade triunfe, a verdade de cada indivíduo compreendida dentro de uma grande verdade divina, assim, juntos nos tornamos UM com o Universo.

Além da proposta espiritual que oferecemos através dos rituais religiosos/espirituais, a Irmandade também valoriza a natureza reconhecendo que fazemos parte dela e que devemos conserva-la para que possamos viver em harmonia, somos a favor do reflorestamento. Através da união e parceria com outras instituições e amigos, estamos na missão de semear e criar projetos de cultivo sustentável em áreas degradadas para torna-las produtivas para o cultivo de hortaliças e plantas medicinais tais como as plantas de poder que utilizamos para a produção do Xamãe. Esta iniciativa visa o resgate da nossa cultura indígena que vem se perdendo ao longo das gerações. Hoje percebemos que o sistema ao qual vivemos nos impulsiona para uma sociedade de consumo no qual ao longo do tempo nos tornamos dependentes de coisas e produtos. Buscamos resgatar estas tradições através do cultivo de plantas medicinais além de criar projetos para incentivar a valorização deste conhecimento que vem se perdendo.

Estamos vivendo uma era de transformações, a era da consciência e da informação. Valorizar a nossa natureza é de vital importância para a continuidade da nossa espécie.
Essa é a missão da nossa Irmandade Comunindios Bandeira Branca.