Xamãe, porquê bebe-lo?

Xámãe é o nome que compreendemos por classificar o chá que nós servimos e bebemos nos rituais que fazemos. Xámãe licencia a compreensão maior da luz.

Dizem os pesquisadores (cientificamente comprovado) que a composição química (elementos da cadeia molecular do chá) nós possuímos no cérebro, e isto sendo verdade é possível entrarmos no transe do chá independentemente de se beber o chá. E eu vivencio esta realidade.
Tenho certeza dessa possibilidade real da gente ter sensações independente de comungar o chá. Mas comungar o chá torna uma realidade possível a cada momento que agente se programa para isso.

Então existem dois tempos em que nós podemos considerar.
Tempo em que nos preparamos pra beber o chá, para que quando comungarmos o chá agente tenhamos um estado físico, mental, social da melhor maneira para que o efeito do chá torne a nossa compreensão com mais lucidez sobre as coisas superiores, e tem o momento específico que ao se comungar o chá sente-se o efeito.
Efeito este que já esta dentro de nós, em nosso cérebro, esse todo complexo fisiológico natural.

Essa força que sentimos durante o efeito do chá, faz com que possamos compreender em um curto espaço de tempo, tudo o que vivenciamos em nossa vida e até buscar no mais profundo da existência humana o conhecimento de gerações passadas. Comungar o chá é importante para acelerar o efeito que já possuímos dentro nós, para tornar a nossa compreensão ainda maior sobre os aspectos psicológicos.

É essa a importância de se comungar o chá.